quinta-feira, janeiro 18, 2007

ACONTECEU NO LICEU

Estes últimos dias têm estado com as manhãzinhas muito enevoadas. Lembro-me que há muitos anos, quando eu andava no antigo 1º ciclo eram o prato forte do Inverno. Começava a chover em Outubro ou Novembro e era bem capaz de estar assim, sem parar 1 ou 2 meses. Quanto ao nevoeiro, ele era de tal ordem, que o aeroporto, volta e meia estava encerrado. Não se via um palmo à frente do nariz.

Talvez por esta lembrança, veio-me outra à memória desses tempos passados.

Eu andava em Alvalade no Liceu D.Filipa de Lencastre. Como não tinha tempo de ir almoçar a casa e no liceu não havia cantina, quem morava mais longe tinha de levar a comida nos termos.

Com o tempo mais quente, comíamos no pátio, em cima da relva.

Na minha turma havia algumas alunas repetentes, mais velhas e já sabidolas. Eu tinha 9 anos quando lá aterrei de paraquédas e era a inocência personificada .

Lembro-me bem que um dia uma colega contou a seguinte anedota:

Era assim:

Uns noivos foram passar a noite de núpcias a um hotel.

O noivo já estava deitado, todo nú , na cama .

A noiva sai da casa de banho, também nua e vai para se deitar.

Ele diz-lhe: Ó querida, põe-me os sapatos do lado de fora da porta para serem engraxados.

Ela: Não posso. Já estou despida!

Ele: Querida, ..mas eu já estou deitado!

Ela: Eu não vou lá. Os sapatos até são teus... Vai tu!

Ele: Não me digas que não fazes este favor ao teu amorzinho?

Ela: Obrigas-me a vestir.

Ele: Para quê?? A esta hora já ninguém te vê!

Então ela pega nos sapatos, abre a porta devagarinho, espreita e não vê ninguém.

Dá um passo para o corredor e baixa-se para pôr os sapatos do lado de fora da porta. Ouve um barulho e vê um homem no corredor.

Gesto instintivo: levanta os sapatos e tapa o sexo.

Diz o homem, a cambalear (que já vinha com os copos) : OH !!! OH !!!! OH !!!

Ela: Oh !!! Oh!!!! Oh!!! O quê???? Seu palerma? Você nunca viu uma mulher nua?

Homem: Veeer ummmmaaaaa mulheeer nuuuuua eeeeeeu jááááá viiii muuuuuitasss, agooooora o que que que euuuu queriiiia sabeeeer é como é que esseeeee caaaabrãooo conseguuuiu entrar toooodo e e ee e ficaaar sóoo com os pés de fora.

E como achei muita graça , ao chegar a casa fui logo contar à minha mãe.

O final… deixo a cada uma de vós para imaginarem o que aconteceu

8 comentários:

katty_morais disse...

Eu imagino o que a tua MÃE te disse,mas essas lembranças ás vezes fazem -nos tão bem,beijokas.

Annie do Japão no Brasil disse...

Oi minha linda... adorei chegar ai e rir um pouco... desestressa ne!
E aqui ate receitinha tem não... parece muito deliciosa sua sobremesa...
Vou voltar sempre!
Olha agradeço a força viu de coração
Beijinhos para ti

susana disse...

:) :) as historias da escola ! como ja te disse é sempre tao bom ouvir-te contar memorias. bom fim de semana*bjinho

Princesa disse...

Olá lindinha,
tá mt fixe exa anedota, eh eh eh eh.
Beijocas e bom fim de semana.

Bolota disse...

Nem imagino!!!
mas é a prova da tua inocência de então!

Bom fim de semana.

Bjos :o)

Mamã Martinho disse...

Já estou a ver o resultado e não deve ter sido bom!

Bjs e bom fds

Mónica

Alda disse...

Rir é um bom remédio já dizia a minha avó . è bem verdade ficamos com mais energia para enfrentar o resto do dia.

Beijinhos.

Alda

Cleópatra disse...

ahahahhahahha
Gostei.
Bjokas