segunda-feira, março 12, 2007

IDA A ESPINHO










fotos tiradas da net

PARA QUEM QUISER SABER NOTÍCIAS DO DOENTE

TAMBÉM AS HÁ NUM POST QUE ESCREVI HOJE

Mas…

Houve um passarinho que me veio chilrear aos ouvidos e perguntou:

Já não contas mais das tuas histórias?

Então cá vai!....

Eu devia ter entre 6 e 8 anos.

Era Verão. Os comboios ainda andavam a carvão.

Uma viagem Lisboa /Porto demorava uma eternidade.

Umas tias, já velhotas, convidaram os meus pais para levarem “a menina a banhos”.

E lá fomos nós…

Eu, o meu pai, a minha mãe….e….o cesto do farnel. (Naquele tempo era impensável haver carruagem bar ou restaurante naqueles primitivos comboios).

Esta menina ia toda aperaltada: Vestido branco com fitinha de cetim da mesma cor na cintura e sapatinhos e meias brancas, a condizerem com o laçarote no alto da cabeça.

Em alguns sítios, o comboio tinha uma espécie de varanda com umas grades.

Por ser a minha primeira grande viagem naquele transporte, tudo era novidade para mim.

Sempre empoleirada à janela, com a cabeça de fora e as mãos nos vidros ou então na tal varanda a apanhar ar mais fresco.

Finalmente chegámos a Espinho.

Estavam à nossa espera 2 senhoras velhotas.

Assim que me viram abraçaram-se a mim e vai de me darem uns grandes e repenicados beijos.

Ainda mal me tinham beijado já eu estava a passar as mãos pela cara, para a limpar.

Mas aconteceu justamente o contrário. Ficou toda mascarrada de preto, pois eu, durante a viagem, fartei-me de levar com fumo e com a fuligem do carvão que saía da chaminé.

(O mesmo aconteceu ao vestido que saiu branco e chegou todo mascarrado de preto).

Elas começaram a rir-se e eu não gostei…

Mais à frente havia uma charrete puxada por 2 cavalos e um senhor em cima dela.

Assim que vi os cavalos fiquei eufórica.

Disse logo: “Oh mãe!!!! O mãe!!!!Estes cavalos só têm 4 pernas. Olha!!”

Como eu insistia, uma das senhoras disse que os cavalos tinham sempre só 4 pernas.

Eu disse: “ Não têm não….. Eu vi um com 5 pernas”.

……………………

Os meus pais fingiram não ouvir. As velhas riam e eu a teimar.

Já em cima da charrete eu tive honras de ir no banco da frente, entre o casal.

Os meus pais e a outra tia iam atrás, nos 2 bancos laterais e as malas no meio daquela carripana.

Durante a viagem para casa…

Olhei , olhei …

E vi que, para os cavalos andarem, tinha de se puxar aquelas coisas( rédeas) que o tio levava nas mãos.

De repente…….Estiquei a mão, agarrei uma daquelas coisas e dei um puxão.

Meu Deus!!!

O que fui fazer!!….

Os cavalos espantaram-se e saltaram…..

Aquela geringonça deu um esticão….

A mim seguraram-me!

Os que iam atrás foram projectados para o chão. Caíram no meio das malas e dos sacos que rolavam por tudo quanto era sítio!!!

E tudo isto por eu ser muito observadora!

Lol lol lol lol

Explicação para quem não percebeu:

No caminho eu tinha visto uma égua com o cio e daí as tais 5 pernas que eu dizia.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Como é???

Gostaram desta??

Beijinhos para todas (os)

Turbolenta

14 comentários:

Claudiacva disse...

LOL LOL LOL LOL LOL venho aqui há pouco tempo por isso não sabia que costumavas contar umas historias (não li o blog para tras), fartei-me de rir. Bela marota ...
O marido tens que o prender à cama para ele não fazer asneiras dessas ;-) Beijinhos

Bolota disse...

Adorei, querida turbolenta! Já sabes que sou fã das tuas histórias!!!

As melhoras do maridão! Homens em casa doentes, é dose!!

Bjos :o)

Blue Eye disse...

eh eh eh eh eh eh eh
adorei a historia demais amiga =)
as melhoras pro teu marido.
grande beijo

dharma disse...

Gosto muito destas estórias. Apetece-me estar junto à lareira a ouvir e a remexer as brasas até fazer cinzas. E depois pedir mais uma. Ou pedir uma repetida que não esqueci e gosto de ouvir noutra versão.
Trazem reminiscências da nossa infância.
Bem hajas Turb-ó-lenta, pela partilha.

Aninha disse...

LOLOL demais!!

Que menina marota hein ;)

****

Katty disse...

Adorei a tua história ,só de imaginar a cena farto-me de rir ,beijokas.

Mamã Martinho disse...

Adorei a história como sempre!
As melhoras do doente ai de casa!

Bjs

Mónica

Celia disse...

Vim te visitar e agradecer os teus comentários e a força que me deixaste.
Cheguei e fiquei FÂ li tudo, copiei a receita do Folar da páscoa, li as dietas e
li a tua história porque nós já temos histórias para contar, enfim gostei, vou voltar de certeza.
Melhoras para o marido.
Bjs.

HelloCátia disse...

ola tiaaa.
amei a historia tia...
milhares de beijinhos para ti.... as melhoras do teu maridinho!!!

@n@ disse...

ola linda obrigada pelo o conselho,beijocas

Enfim... disse...

ta engraçada lol.Bjokas boa semana

M em dieta ! disse...

Poca terra poca terra UHHHHH, comboios a carvão tem sempre a sua beleza. As melhoras do homem. *

Susana disse...

Olá.
Que endiabrada que a menina era.lol
Era tipo a Matilde espalha brasas.
As melhoras para o pé do teu marido.
Beijinhos

alda disse...

Como sempre umas belas historias, para nos fazer rir até não podermos mais.

Que menina traquinas! E quem não o foi?

Bjs
Alda