terça-feira, Março 06, 2007

FOLAR DE PÁSCOA - TRÁS-OS-MONTES





Ainda com a primeira camada de carne

Pronta a desenformar
Tirada do forno ainda não há 10 minutos
e já vai assim...

Cá em casa não gostam mesmo dela, não!!
lol lol lol


Mais uma das minhas complicadas receitas

Uma boa receita para pedirem a quem tenha mais paciência para fazer receitas à moda antiga.

Esta receita foi-me dada pela minha sogra ,

São as chamadas “BÔLAS” .

São típicas daquela zona de Trás-os-Montes (Mirandela- Vila Flor)

Ficam muito fofas e saborosas.

Não são muito fáceis de fazer, mas valem bem o trabalho que dão.

A receita que vos dou foi feita num tabuleiro de 30 x 30

(Mas pode ser feita só metade da quantidade, pois dá à vontade par 6 pessoas)

Não convém ser feita em forma de buraco.

Com tanta recomendação…….passemos à receita:

…………………………………………………………..

FOLAR DA PÁSCOA

(Á MODA DE TRÁS- OS- MONTES)

Ingredientes:

1 Kg farinha sem fermento

12 ovos inteiros

100 Gr margarina

6 a 8 colheres sopa de azeite

50 gr fermento padeiro

Sal q.b.(cerca de 1 colher de sopa. Contar com o sal das carnes)

Carnes – a gosto-

(Ex: fiambre, chouriço, presunto, bacon, frango já cozinhado)

Como fazer:

-Batem-se os ovos inteiros muito bem.

-Junta-se o azeite à margarina amolecida e de seguida junta-se aos ovos batidos.

-Esta mistura vai a amornar em banho-maria, mexendo de vez em quando.

-Põe-se a farinha no alguidar onde se vai bater a massa e abre um buraco no meio.

-Quando os ovos estiverem mornos, despeja essa massa sobre a farinha.

-Junta-lhe o fermento (que foi desfeito num pouco de água morna e com o sal)

-Amassar tudo muito bem.

(A melhor maneira é sovar bem a massa com a mão), que deverá ficar com textura média. Não pode ficar muito rija. Mas também não pode ficar muito aguada. – se a achar muito dura, junta mais um pouco de água morna)

Se tiver batedeira com o dispositivo em espiral, para as massas, pode utilizá-lo.

- Tapar o alguidar e deixar a levedar cerca de 45 m a 1 hora

Entretanto parte as carnes e unta o tabuleiro com bastante azeite.

Quando a massa estiver lêvada colocar uma camada de massa. De seguida uma de carnes .

AS CARNES DEVEM SER AQUECIDAS ANTES DE AS PÔR SOBRE A MASSA.

Depois: dispor a massa em camadas alternadas com as carnes, sendo de massa a cobertura

GERALMENTE LEVA 3 CAMADAS DE MASSA E 2 DE CARNES.

PARA FACILITAR A TAREFA da colocação da massa no tabuleiro deve ter à mão um prato com azeite ou óleo para molhar as mãos e facilitar o manuseamento da massa, pois ela fica elástica. Mas, se preferir, pode untar uma mesa de pedra com um pano embebido num pouco de óleo.Então, com as mãos húmidas de azeite estende a massa de modo a ficar quase com a medida do tabuleiro.

Depois de gastar a massa e as carnes, deixa ficar a descansar 20 minutos.

A massa cresce bastante nesta fase.

Pincela com uma gema de ovo

Vai ao forno (cerca de 200º durante cerca de 30 m a 35 m) .Ver com o palito se está cozido.

O forno já deve estar pré aquecido.

Desenformar logo que tira do forno.

OBSERVAÇÕES

Eu costumo depois de pôr a gordura no tabuleiro, forrá-lo também com papel vegetal, também bem engordurado. Assim…..não há surpresas ao desenformar, pois por vezes, se carregarmos bem a carne para entrar melhor na massa , isso pode originar que não se despegue bem na hora de desenformar. E assim….não há surpresas desagradáveis .

BOM APETITE

26 comentários:

dharma disse...

Ai, Tub-Ó-Lenta (espero que não te importes que te chame assim, acho mais giro, apesar de já ter visto que copiaram o termo, enfim...), com esta é que me deixas-te sem palavras. Vou copiar e vou divulgar pelos meus amigos que adoram esta Bola transmontana. Aí, "melher", sabe tão bem e faz tão mal!!! Beijo.

Elvira disse...

Tanto que eu gosto de folar! :-)

juanita disse...

olá

bem tem cá um aspecto....hummmmm!!
ainda bem que é trabalhosa, senão!! eh eh

em relação ao post de baixo vou ver esse chá verde com ameixas, pareçe interessante!!

beijocas grandes

viviana disse...

ai que saudades que tenho dessa bola.....
jokas fofas e a cair baba...

Blue Eye disse...

Que excelente aspecto :)
Beijo

Kikas disse...

Tem realmente mto bom aspecto...deve ser óptimo...mas...é melhor n abusar....lololol....fico-me só pelo aspecto... Não vou a Espanha colocar as agulhas....é o Médico k cá vem....lololol....só fui lá a 1ª vez pq não sabia q ele tb fazia isto cá....lolol...beijokitas!!!

Miss Slim disse...

Oi menina,

Bommmm essa receita é mesmo p/ arrasar c/ qualquer dieta. Mas que deve ser saboroso deve.

Kiss

andreia disse...

ola torbulenta,
eu vou experimentar a tua receita! quanto ao tempo aqui na alemanha, ja esteve mais frio, mas aconselho a tua filha a nao esquecer um casaco quentinho e um pulover :) em abril o tempo já nao é tao frio como em dezembro ou janeiro.

Li (Aline) disse...

Que delíciaaaa!!!

Deve ser maravilhosa!!

Q água na boca!

bjos

buxi disse...

Ai que isto tem tão bom aspecto e eu de dieta :P
parabéns pelo dom!
beijokas

diefe disse...

Tu matas-nos com mimos!!! esta bôla vai ser já no próximo fim de semana, ai, vai, vai!!!
Obrigada!
bjs

Katty disse...

Amiga é de crescer agua na boca ,beijokas.

Aninha disse...

Parece muito bom, mas acho que vou ter que passar, não entra na minha dieta ehehe

****

marmol disse...

mmmmmmmmmmmm se ve muy rico!
me invitas?, jajajaja
Buena Semana

marmol67@comcast.net

Balança KO!| disse...

Pois tu proibiste mas eu sou uma amiga desobediente e vim na mesma!!!
;)
os olhos também comem, e tem a vantagem q não engorda, certo?
Eu adoro estes folares!!!
AMO!!!!
lololol...
A minha mãe ainda este fim de semana fez uma receita simplificada de folar de páscoa transmontano, no forno de lenha... e é claro que comi uma fatia!!!
O segredo está em não abusar, não é?
Beijões para ti!!!!

Mishi disse...

Olá querida T!
A minha avózinha faz muitas vezes estas bôlas, de bacalhau, de bacon, de frango... eu adorava! Eu e toda a familia, ela fazia sempre umas cinco para dividir pelas casas. hehe :)

Beijinhos

Mamã Martinho disse...

Agora é que me deste mesmo água na boca! As de trás dos montes não conheço, mas conheço as de Lamego, que como todos os anos na Páscoa, e são um delicia...

Bjs

Mónica

Bolota disse...

Ai amiguita, como eu conheço essas bolas de carne... são de comer e chorar por mais. Tenho toda a minha família em tráz-os-montes e mesmo quando lá não vou, a bola de carne e as doces, chegam-me sempre a casa pela mão de alguém... impossível resistir.

Bjos :o)

HelloCátia disse...

ola tiaaaaa...
olha nunca me tinham dito que o meu blog era lento, á excepçao da minha querida tia, é lento com??? par entrar nos comentarios???
muitas beijoquinhas tia.a.a.

Miss Slim disse...

Oi Linda,
Esta tua bola tira-me do sério.

Votos de um dia Feliz

Gioconda disse...

Que tentação.... que bom que deve ser... então e se tu fizesses uma e destribuisses aqui pelas meninas hem?????? Isso é que era ser amiguinha, ehehehehehe

Lídia Lopes disse...

Olá
Que maravilha este folar!
Quando fizer os rolinhos de noz conte como ficaram!
Beijos

m@nelito disse...

morri...

:p

Alda disse...

Hummmmmmmmm! Nem consigo falar de tanta agua que me cresceu na boca.

Marota, esta turbulenta, a ensinar estes pecados, que não calham nada bem com a dieta.

Bjs

ChFer disse...

A receita da Turbolenta é uma receita científica do folar de Trás-os-Montes, mais propriamente do distrito de Bragança. As pessoas naturais, ainda que empiricamente, fazem um folar delicioso, sobretudo pelas características da carne (presunto, geralmente)e dos ovos da aldeia. O formato costuma ser redondo, cozido em forno de lenha.
Claro que o folar apresentado por Turbolenta leva umas voltas sofisticadas no que se refere à levedura, alguidar, etc., o que lhe deverá conferir um sabor especial. Todavia, pelas terras de Bragança, o folar resulta mais natural, não deixando de ser também muito gostoso! Seja como for, não se ria o roto do esfarrapado: eu gostaria tanto de um como do outro, pois é um paladar e aspecto muito agradável: imaginário neste Blog maravilhoso; real, quando comemos um pedaço à nossa mesa!
Mas apenas uma recomendação à Turbolenta: elevado potencial de colestrol!
Um abraço e parabéns pela sua pesquisa sobre o folar nordestino!

mêmê disse...

Olá!
Eu sou de Bragança, mas estou a viver em Angola, e queria agradecer pela receita porque nesta Páscoa vou ficar por Luanda e como a mãe é que faz sempre o folar e apesar da sua insistência para eu e as manas aprendermos nunca achamos que íamos precisar!
Resultado tive que pesquisar se queria comer folar este ano, kkkkkkkkk.
Mas parabéns ficou tal e qual o da mamã! e no final de contas não é assim tão trabalhoso, vale bem o trabalho!
Kiss