terça-feira, fevereiro 26, 2008

P A R I S



Nota:

A ordem das fotos é aleatória.

Não corresponde a uma sequência de viagem nem ficam todas na mesma zona. Apenas fiz uma selecção de fotografias e organizei as legendas.

Poderia "mostrar" aquele "must" parisiense que são as esplanadas aquecidas, que existem espalhadas por toda a cidade e que eles tanto apreciam. Também eu por lá passei! O cansaço era tanto, que não resisti. Depois...o chocolate quente em dias frios que nos aconchega a barriga.

Podia ainda falar-vos dos maravilhosos crepes: doces ou salgado- (eles fazem parte do quotidiano destas pessoas).

Dos maravilhosos museus. Paris transpira cultura. Há-os para todos os gostos.

Podia falar-vos disto e muito mais...

Mas....

Estas,

Não são as melhores fotos desta viagem.

Tal como disse anteriormente, publicarei, não aquelas fotos de turistas: estilo Torre Eiffel, mas algo um pouco diferente.

À minha maneira: um olhar diferente sobre Paris

---------------------------------------------------------------------------------------------

CLIQUEM NAS FOTOS PARA AMPLIAR

Place des Vosges- fica no Marais (a zona dos Judeus).

Consta que é a Praça mais antiga de Paris. Relativamente pequena.

com um pequeno jardim ao meio e algumas fontes com estátuas.

Na Primavera tem mais encanto. No Inverno, sem quaisquer flores e de árvores completamente despidas de folhagem, torna-se um pouco triste.

Fica quase paredes meias com a Bastilha
É no Marais que fica o bairro Judeu. Podemos vê-los na rua, muitas vezes em grupos, com os seus fatos típicos. Todos vestidos de preto, chapéu na cabeça e usam barbas compridas. Obrigatório passar pela Rua des Rosiers.

(nem sempre nos atrevemos a tirar fotografias mais explícitas. Momentos antes encontrara um grupo enorme de judeus, em amena cavaqueira. Havia-os ainda muito jovens , mas vestidos como habitualmente se vestem. E a foto não foi conseguida, pois o medo superou a vontade. Pus-me no lugar deles. Certamente refilaria com o fotógrafo….)

Mesmo assim, mais à frente ….Foi o melhor que se pôde arranjar

Hotel de Ville

O nome não corresponde à verdade.Isto é a Câmara Municipal de Paris.É lá que estão todos os serviços camarários daquela cidade. Junto ao Sena e com visitas guiadas às 2ªs feiras a partir das 10.30 H

Chegados à Rua FAUBOURG SAINT-HONORÉ:É aqui a residência oficial de Nicolas Sarkozy. É uma das mais elegantes e caras de Paris. As lojas dos grandes costureiros estão todas lá.

Preços inacessíveis à bolsa de 95% dos turistas portugueses. ....OU MESMO 100%

Mesmo em frente à entrada do Palácio do Eliseu , não sei de qual criador era a loja, mas sei que: um casaco comprido de senhora custava 5.000 € e um cardigan de lã amarelo, com a frente entrançada custava 350€. Havia outro a 750€.

(Palácio do Eliseu)
Também não passa despercebida a loja da Channel.

Ai se eu fosse elegante!Ai se eu fosse rica!...E este fatinho não me escapava!(ampliem e vejam a touca. Deve ser o novo modelo para natação!)

Assim….fica para o José Castelo Branco …. Ele e a sua marca de eleição: Channel !

Quem disser que passa fome nesta cidade, mente.Quase em cada esquina há as típicas padarias/pastelarias.E se por cá não temos o hábito de comer na rua - pois dizemos que parece mal - , lá não há esse preconceito.

Na rua….é comer e andar .

E para os gulosos…..(claro que não comiam, porque o aspecto é muito mau ! ! ! )
Já disse que o trânsito está pejado de bicicletas que pertencem à Câmara. Há-as espalhadas por toda a cidade. Os Parisienses têm um cartão que se introduz numa máquina e …toca a passear. Além disso, também funcionam com moedas. Depois, deixam-se em qualquer outro parque.

Não há desculpa para não passear de bicicleta.

A Igreja de Saint Paul – Saint Louis, a 2 passos da Bastilha e do Marais , também merece uma visita.
E que dizer da Madeleine?

De uma impressionante beleza é o altar-mor
Saindo dela e seguindo pela Rue Royale, também podemos fazer boas compras.Esta é uma rua cheia de glamour,de preços exorbitantes , mas que vale a pena conhecer. Ora vejam só....
E se depois de comprarem o telélé ainda tiverem dinheiro, pode m ir jantar ao MAXIM`S, um dos mais caros e chiques daquela cidade.

E para combinar com o telemóvel, há que estar vestido por uma loja de griffe.(fatiota, sapatinhos e malinhas da LUIS VUITTON), em plena Avenida dos Campos Elíseos.

Embora esta seja uma avenida cara, a verdade é que Lacoste e a Gap, por exemplo, são mais baratas que em Portugal.

Eu costumo dizer que Paris ainda fica com os olhos em bico.Ainda não percebi muito bem porque é que os Japoneses e Coreanos têm uma obcessão tão grande por aquela cidade.Talvez porque ser considerada a capital da moda ocidental. Então: é vê-los, aos milhares, espalhados por tudo quanto é sítio. Têm preferência pelas compras nos Campos Elíseos. Lojas como a Cartier, a Vuitton, Versage etc... estão apinhados deles. Á saída ....são maiores os sacos que eles!E o engraçado é que a maioria são mulheres, bastante jovens. (mas o dinheiro que têm não compra o bom gosto, porque, de um modo geral vestem-se muito mal).

E, ao contrário do que se possa pensar: não são chineses!

E por falar em moda............Certamente para o ano também por cá poderemos comprar sapatos assim.

Por lá….são vulgares!


Mas talvez não seja o tipo de sapatos mais apropriados para visitar o Museu do Louvre.

Nem para passear na Place Concorde e depois subir os Campos Elíseos até ao Arco do Triunfo.

Talvez por isso mesmo seja preferível dar um passeio de barco e admirar daí toda a beleza e grandiosidade da arquitectura desta cidade.

E apreciar a rara beleza da Ponte Alexandre III

E se por andarem muito de saltos altos estiverem demasiado cansadas, também podem descansar por algum tempo. Em todos os parques e Jardins há cadeiras de ferro à nossa (vossa) espera .

E porque não, sentar-se à beira do Sena a admirar o rio?

Além de passeios turísticos, os barcos no Sena servem para todo o tipo de transportes (desde contentores a carros, por exemplo).

Aqui, a areia ia a caminho da obra.


Esta é a estátua que se encontra no exterior da Igreja Saint Eustache(pertinho do Forum les Halles e do Centro Pompidou).
A Igreja é demasiado linda e cheia de história, mas encontra-se muito mal conservada e a precisar de intervenção urgente para reparação.
Também há que agendar uma visita ao Fórum les Halles.

Nesta zona podem fazer-se boas compras a preços mais acessíveis.

Contudo, aconselho mesmo a ir lá só de manhã, pois é a a

ltura do dia menos perigosa para os turistas.

(exterior do Forum)

Costumo aterrar em Orly. Mas desta vez fui para o Charles De Gaulle.
Já na minha viagem a Chantilly eu tinha utilizado a auto-estrada que passa pelo aeroporto.
Junto ao aeroporto a autoestrada tem bastantes túneis, com espaço pequeno, aberto, entre uns e os outros.
Olhem para a foto. Logo assim que o avião sai da gare e se posiciona para levantar , pode fazê-lo em qualquer uma das várias "estradas", separadas entre si por relva e que por sua vez se situam sobre a auto estrada, formando túneis separados entre si.Então: cada túnel da autoestrada, tem por cima uma pista (Não de aterragem apenas de passagem para eles levantarem ou antes de desembarcarem os passageiros no hangar)
Isto eu não sabia!

Resta dizer:
A viagem foi óptima.
O tempo estava soalheiro( o que não é muito vulgar nesta altura do ano)
E o S.Pedro fez-me um grande favor: Nunca choveu!
Ainda bem.... senão não tinha conseguido palmilhar tanto.
Não tinha mãos para tomar conta de tanta tralha:
mala/mapas- e os óculos para os ver- /2 máquinas fotográficas/chapéu de chuva e...ainda tomar conta....e com muita atenção: nos cartões de crédito, dinheiro e passe Paris Visite.

É muita coisa para uma "cota" como eu!
lol lol lol

Boa semana para quem me visita.

13 comentários:

Ana Garras disse...

Uau! que grande post!
Fofa... estavas inspirada ou não tinhas nada para fazer??
Tá muito giro e original, podes continuar.

Jinhux

Dharma disse...

Qual cota qual quê! Adorei Turb-Ó-Lenta, senti como se andasse a passear pelas ruas da cidade. Só não gostei dos sapatos das pretas com meias opacas pretas: podem ser muito giros, mas, definitivamente, não são o meu estilo.

Beijo em ti

Dharma disse...

onde se lê sapatos das pretas, lol, deve ler-se apenas sapatos: grande lapso!

ChFer disse...

Perante este périplo infindável ao longo de Paris, ficamos estupefactos com o papel de repórter, de visitante, de analista, que a TURBOLENTA nos oferece.
Só espero que a multifacetada bloguista não tenha entrado em cansaço com tantas e tão diversas sensações, comparadas com a monotonia das nossas coisas "pequenas" deste País que teima em ser sempre o mesmo...
Um grande abraço e parabéns por esta sua dimensão transcultural.

Framboesa disse...

ai q começas o post a falar de crepes e chocolate quente...não se faz!e depois ainda voltas á carga mais abaixo!
gostos das deambulações por paris, só cm tu sabes deambular...Sabes q por engano tb fomos parar a essa rua de costureiros famosos (c preços proibitivos) e qd passamos pela casa do presidente, perguntamos a uns senhores: qu'est ce que c'est ça? e eles: la maison de monsieur jack chirac, mas disseram aquilo c um ar tão pomposo q n resistimos a dar uma gd gargalhada...e eles ficaram ali a olhar para nós...lol...
E as lojassss...ai...é q não são os chineses q ficam c os olhos em bico...sou mm eu!Ai consumista de um raio q eu sou!E q pena q tanta moda n chegue aki ao nosso portugal...ok...esses sapatos n me enchem o olho...mas ha umas botas de borracha aqui ja ao lado em espenha q nc mais ca chegam...(eu sempre a dispersar-me...)
E tanta monumento...tanta coisa para ver...
está decidido: mm amando londres (eu n disse q tinha q falar?!) tenho q ir de nv a paris e ver c outros olhos :-)))(secalhar em bico)

beijos viajados

maria-joão disse...

Ái! Eu nunca fui a Paris... e até ontem sempre disse que não queria ir.

Mamã Martinho disse...

Bem, que grande relatório! Adorei, deste uma prespectiva muito boa ed Paris e sem dúvida abriste o "apetite" a muitas pessoas. Por falar nisso, já decidi, terei de ir a Paris só depois do bebe nascer, que isto de lá ir e não puder comer aqueles doces, é uma grande injustiça!

Bjs

Mónica (a que também já está a ser introduzida na categoria de Cota)

Gata Verde disse...

Que saudades!
Tenho uma foto tirada ao Rafeiro a segredar ao "ouvido" daquela cara gigante!
Adoro o Hotel de ville!!

Beijinhos e bom domingo

Rafeiro Perfumado disse...

Gostei da maneira como intercalaste turismo com consumismo! E o que é que tens contra as fotos da Torre Eiffel? Bem giras! ;)

susana disse...

ola!

Boa semana!

Um beijnho*

turbolenta disse...

Resposta ao Rafeiro Perfumado:
Obviamente que nada tenho contra a famosa Torre. Tenho cá muitas e de todos os tamanhos e feitios e a cores ou preto e branco... E já agora: preferes com o elevador amarelo ou vermelho? Mas para que havia eu de colocar aquilo que toda a gente já viu?
Bem aparecido sejas! E trazes cá um bronze!
boa semana

marmol disse...

muy bonitas fotos!

Buena Semana también!

Perdón pero he estado un tiempo fuera.

Besos

_+*A.Elite in Paris & Montpellier*+_ disse...

Olhem so a minha querida cidade :) tiraste fotos lindas e a tua analise é das melhores! que bom que nao choveu... agora so espero dias de sol :)

Beijo meu,

A Elite