sábado, fevereiro 23, 2008

FALANDO DE TRANSPORTES


Esta é a nossa rede de Metropolitano de Lisboa

Esta a de Paris.
METRO /RER -Combóio /BUS

Quem já visitou esta cidade sabe que é mais fácil a utilização de qualquer transporte do que, à primeira vista pode parecer.
De todas as vezes que pedi ajuda, as pessoas sempre me ajudaram, prontamente.
E, no meio de tanta linha de transportes, nem mesmo os Franceses sabem, de cor, responder às nossas dúvidas. É hábito eles trazerem consigo um mapa igual a este.
---------------------------------------------------------------------------------------------


Atravessar esta bela cidade, (principalmente à hora de ponta) é uma verdadeira aventura.

É 1.000 vezes pior que Lisboa. E isto porque, se por aqui todos trazem os carros para a capital( e poucas pessoas andam a pé), lá é muito diferente: Como é uma cidade totalmente plana, muita gente anda a pé. Então, é uma autêntica dança à frente dos carros. A juntar a isto: milhares de bicicletas e de motas, motoretas e afins. Além disto, nos cruzamentos é um salve-se quem puder.

Mas quem pense que levando o carro tem a tarefa facilitada para as deslocações, engana-se.

O melhor é mesmo utilizar a rede de transportes públicos, que, além de eficientíssima nos leva, rapidamente, a qualquer lado.

Em França as regras de trânsito são diferentes das de cá. Os carros que circulam pela direita têm prioridade absoluta, relativamente ao que circula pela faixa exterior da direita (caso das rotundas). Quer dizer: o carro da direita tem prioridade sobre o da esquerda quer se trate de uma rua estreita ou larga.

Os semáforos só tem luz verde e vermelha .

Mas o melhor é mesmo comprar o cartão Paris Visite. Compra-se em qualquer estação do Metro. Há de vários preços, conforme os dias que necessitar. Quando se compra este tal cartão dão-nos um livrinho que dá descontos em alguns museus, lojas e nos barcos do Sena.

Ele dá acesso a número ilimitado de viagens de Metro, Autocarro e Comboio até à zona 3.

(Quem o tiver e precisar ir para o aeroporto Charles de Gaulle vai ter de comprar, na Gare du Nord um bilhete (da zona 3 à 5), pois precisa de o passar na máquina para a porta de saída se abrir.

(Para ir à Eurodisney também tem de comprar este bilhete suplementar)

Mas o Metro é mesmo o melhor transporte. São 213 Km de linhas, distribuídas por cerca de 300 estações. Há sempre um “buraco”, pois as estações são perto umas das outras. Dizem que distam cerca de 300 m umas das outras, mas não me parece ser bem assim. Bem perto do Hotel podia apanhá-lo em 3 estações e, para a mais longe, andava uns 10 m a pé.

Quem quiser ver a modernidade do M de Paris tem de apanhar a linha 14.

As carruagens em vez de carris deslocam-se com pneus. É toda computorizada.(o motorista não existe). A estação tem portas de vidro ao longo de toda a plataforma, que só se abrem quando o metro pára. (Por isso nesta linha não há suicídios). Vale mesmo a pena conhecê-la .

(Aliás, o meu marido chamou-me a atenção porque se apercebeu, noutra linha que, além dos carris ele tinha rodas de borracha)

São típicas as entradas das estações mais antigas, onde a placa a indicar o Metro, é em ferro fundido, estilo Arte Nova.(São da autoria de Hector Guimard) e ainda há muitas espalhadas pela cidade. São lindas!

Em Lisboa há uma entrada destas, que nos foi oferecida e colocada na estação das Picoas (junto à Rua Andrade Corvo).

E agora….

Que chegámos à cidade… e já temos o Paris Visite…..vamos descansar um bocadinho, pois daqui a pouco vamos à descoberta desta bela cidade.

Entretanto, é melhor olharmos para o mapa e programarmos a nossa viagem pelo subsolo.

Até logo!

7 comentários:

Julie Sol disse...

Isso mais parece uma selva metálica é horrível.
Querida para mudar de direcção vai ao meu blog tenho lá um miminho

Benó disse...

Que bela descrição!E já andou no de Londres? E no de Tóquio?
Espero em breve ir andar no de Moscovo, do qual tenho visto fotos lindíssimas.
Até breve e vá dando notícias!!

susana disse...

que engraçado :)
boa semana te desejo!

turbolenta disse...

Resposta a Benó
No de Londres sim.
Tóquio: não . Também não faz parte dos meus planos. (a menos que me saia de prémio em qualquer concurso ! lol lol lol )
Moscovo: vale a pena visitar. Mas aviso já: o melhor é não levar a carteira nem nada de valor.

Framboesa disse...

eh eh eh...tal cm a linha de londres (que ja vou dominando), a de paris parece um mapa do nossos sistema sanguineo...lol!!!!
mas prontes...pelos vistos desenrascaram-se bem, mm no meio do caos e das regras de trânsito.Ah!e eu tb sou dada aos vouchers de transportes e descontos...eh eh eh

bjokas fora de hora de ponta...e bora lá para Paris!

maria-joão disse...

E se o Metro de Lisboa já em complicado para mim... nem quero imaginar o que seria eu no Kilometro de Paris.

tonsdeazul disse...

Olá!
Fiquei com uma dúvida. Será que me poderias ajudar? Se eu comprar o bilhete "Visite Paris Pass" de 5 dias/1-6 zonas este bilhete dá-me para ir à Eurodisney e ao Castelo de Versalhes? Ou terei de comprar um outro adicional?
Obrigada