terça-feira, setembro 04, 2007

TODO O CUIDADO É POUCO


PENSAMENTO DO DIA:

Um amigo é uma pessoa com a qual se pode pensar em voz alta.


(Ralph Waldo Emerson, pensador norte-americano)



Todos os dias lemos ou deparamos na televisão com notícias de alguém que anda em contra mão nas auto-estradas.

E se há sítios onde achamos que a sinalização é excelente e que apenas por descuido do condutor isso acontece, outras há que estão tão mal sinalizadas que o mais incauto motorista pode incorrer no mesmo engano.

Quantos de nós já não vimos manobras mais ou menos perigosas, de alguém que à entrada de uma via rápida, está na berma, a fazer uma marcha atrás,( pois não era por ali que queria ir, e, apercebendo-se do engano ….vai de encostar e devagarinho….retroceder.?)

Mas ontem aconteceu-me uma coisa que quero contar-vos.

Felizmente, tudo não passou apenas de um susto, sem consequências.

Aqui onde moro há uma rotunda feita há pouco.

Muito mal feita, diga-se de passagem.

E, quando se fala em rotunda, vem-nos à ideia, algo de formato redondo, minimamente arranjada lá no meio.

Pois esta não tem nada a ver com este conceito.

Esta é:

Oval.

Enorme,

Com 3 faixas circundantes e 7 acessos .

E no meio: um amontoado irregular de terra, com um candeeiro (da estrada antiga) e 2 postes de cimento. Entretanto: há um canavial a despontar

(Este é o novo conceito de arquitectura paisagista desta Câmara Municipal)

Mas os engenheiros e a empresa que a construiu, parecem ignorar que o escoamento das águas pluviais deve ser perfeito.

E

Que a inclinação do pavimento deve ser , no sentido descendente, não do centro para as bermas, mas sim o contrário.

Assim: a mais de 40 Km (com tempo seco) o menos experiente motorista,( se for encostado à direita), sujeita-se a ir contra o lancil do passeio.

(Nada que não se resolva também….

Com as próximas chuvas, os acidentes vão aparecer em catadupa….Depois….emenda-se…. Os automobilistas e os carros são as cobaias…o teste de experiências…)

Ora foi nesta rotunda que vivi a seguinte experiência:

Entrei e passei para a faixa interior, pois tinha de contornar ¾ de rotunda , sempre à esquerda.

O espaço é aberto e tem boa visibilidade. Por isso vi que, mais à frente, na outra entrada, um carro acabara de entrar.

Mas o fulano resolveu fazer inversão de marcha no meio da rotunda

E só não batemos mesmo de frente, porque eu me desviei e passei para a faixa do meio.

De nada me servir buzinar e gritar que ia mal. Ele nem me percebeu sequer!

Era um velhote, de óculos e com o nariz colado ao vidro da frente do seu Ferrari vermelho.

Mas, como a explicação me parece confusa, aqui vai o croqui.


(O meu percurso está assinalado a verde.

O vermelho é o do velhote (o mais vincado o inicial e a vermelho mais leve o que ele resolveu fazer...........

DE ARTISTA ! )


Por isso: Atenção redobrada. … Não só por nós, mas também pelo outros!...

E já aconteceu algo parecido a quem me leu?

Boa semana

28 comentários:

Anónimo disse...

nao mas o que te tenho a dizer é que da forma que tu fazes a rotunda a meu ver nao sera a mais correcta pois o codigo manda andar há direita.. passo a explicar:
- ja tive um acidente na rotunda de perto da minha casa que do qual circulava para há direita com p oisca da esquerda ligado dizendo que continuarei na rotunda mas ouve um tipo que vinha exactamente como tu vinhas e quis sair em frente tipo: fazer a rotunda a direito e claro nao me dei como culpada!!
o senhor estava convicto que tinha razao embora eu continua-se na minha facha e ele vir bater-me na minha, ele continuou com ideia de que eu teria que vir atras dele e nao ao lado dele
resultado: a seguradora deu-me a razao pk o codigo manda andar á direita e eu estava sinalizada de que continuaria a dentro da rotunda..
o senhor ainda hoje faz isso!!!
mas é assim: corro muitas vezes o risco de me baterem muitas mesmo, ate me encolho mas sei que se fizer pela esquerda e depois me mandar para a direita para poder sair que me vao bater e aí sim terei eu a culpa!! nao sei se me fiz entender!!!!
mas essa cena de fazer inversao de marcha é imperdoavel e ate te digo se fosse no meu caso e me bate-se ainda lhe dava com a cabeça dele no linso ferrari!! jokas fofas vivi

turbolenta disse...

Resposta à VIVI
Tenho o hábito de circular pela direita.
Mas nesta rotunda,(por onde passo milhares de vezes , e que sei do "erro de construção") e depois de me certificar que não vem carro nenhum, eu nunca vou pela faixa da direita.
E mesmo na auto estrada só saio da fila da direita para fazer uma ultrapassagem, e depois de piscar, que é, infelizmente um gesto feito cada vez por menos condutores.
É que, por cauda de uma manobra não sinalizada, o meu marido já foi considerado culpado , sem motivo.
beijinhos

Bichodeconta disse...

Pior é que assim é que elas acontecem, quando menos esperamos levamos com um marmanjo pela frente sem ter como nos desviar.. Enfim, Um beijinho, boa semana.

Alexandre disse...

Já me aconteceu e tb numa rotunda oval, bem assinalada para quem conhece - admito que para quem não conheça possa fazer alguma confusão mas o sinal de rotunda está lá... e não era um velhote, era uma miúda nova, que ainda por cima mandou vir comigo quando lhe apitei...

Mas aqui no meu sítio há outro problema com as rotundas: os acessos ficaram tão gastos e tão lisos que alguns carros bailam autenticamente quando se aproximam da rotunda - outros batem inveitavelmente!!! E ninguém faz nada, acho que a Câmara tem algum contrato com bate-chapas! Algumas câmaras - como a de Oeiras - resolveram este problema com a pintura de um piso cor de rosa rugoso... há câmaras e câmaras e digam o que disserem do Isaltino...

Muitos beijinhso!!!

Lídia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lídia disse...

Olá :)
Em primeiro lugar quero agradecer por se ter lembrado de mim mais uma vez. Falo da "corrente da amizade". Gostei muito, obrigada!
Não imagina aqui na Turquia como é o trânsito!... Essa rotunda de facto é muito "estranha" e o procedimento do senhor mais "estranho" ainda. É óbvio que o senhor nunca deveria de ter feito essa manobra. Aqui, todo o cuidado é mesmo muito muito pouco. A minha condução sempre foi de defesa e tem mesmo de ser assim. Beijos e muito boa semana!

Flavinha disse...

Oi Turbo que susto hein menina? Você está bem ?
Em um acidente que tive bati com a testa no retrovisor e acabei com o coitado pois como as pessoas me disseram:" eu tenho cabeça dura",rs
Beijos

ana sofia disse...

Sei cm é, ainda no passado sábado sofri uma situação semlhant mas nm entroncamnt.Foi ks xoke frontal e p evitar o xoke entrámos em contramão e ks batemos noutro carro. Por causo d um nabo k n rspeitou um stop e k mudou d direcção à inglesa. è horrivel pnsar k d facto temos a n/ vida em risco kd tamos na xtrada, n so em função da n/ condução mas tb em função da dos outros...

maria-joão disse...

Assim dessa gravidade, felizmente nunca tive. Mas também não ando a conduzir em Lisboa!

Ana Garras disse...

Esse tema das rotundas dá muito que falar e passo a expor um mail enviado a um senhor que tinha exposto a sua duvida à DGV e esta foi a resposta:

Recebi E-mail de resposta da DGV
20 de Agosto de 2004
Circulação em rotundas

Tendo em conta as disposições aplicáveis do Código da Estrada, constantes dos artºs 13º, nº 1; 14º, nºs 1 e 2; 15º, nº 1; 16º, nº 1; 20º; 25º; 31º, nº 1, c); e 43º e as definições referidas no artº 1º do mesmo Código, na circulação em rotundas os condutores devem adoptar o seguinte comportamento:
a) Dentro das localidades
1. O condutor que pretende tomar a primeira saída da rotunda deve:
Ø Aproximar-se da rotunda utilizando a via de trânsito da direita;
Ø Manter-se na via da direita dentro da rotunda, sinalizando antecipadamente quando pretender sair.
2 - Se pretende tomar qualquer das outras saídas, deve:
Ø Tomar a via de trânsito mais adequada na aproximação da rotunda;
Ø Ocupar, dentro da rotunda, a via de trânsito mais adequada em função da saída que vai utilizar;
Ø Aproximar-se progressivamente da via da direita;
Ø Fazer sinal para a direita depois de passar a saída imediatamente anterior à que pretende utilizar;
Ø Mudar para a via de trânsito da direita antes da saída, sinalizando antecipadamente quando for sair.
b) Fora das localidades:
1. Se pretende tomar a primeira saída da rotunda, deve:
Ø Aproximar-se da rotunda utilizando a via de trânsito da direita;
Ø Manter-se na via da direita dentro da rotunda, sinalizando antecipadamente quando pretender sair.
2 - Se pretende tomar qualquer das outras saídas, deve:
Ø Tomar a via de trânsito da direita na aproximação da rotunda, salvo se nela não houver lugar;
Ø Dentro da rotunda, utilizar a via da direita, sinalizando antecipadamente quando pretender sair.
Ø Se não houver lugar na via da direita, pode utilizar uma das outras e neste caso deve:
o aproximar-se progressivamente da via da direita;
o Fazer sinal para a direita depois de passar a saída imediatamente anterior à que pretende utilizar;
o Mudar para a via de trânsito da direita antes da saída, sinalizando antecipadamente quando for sair.
Sinalização de manobras:
§ Todas as manobras que impliquem deslocação lateral do veículo decorrente da mudança de via de trânsito ou saída da rotunda devem ser previamente sinalizadas.

Cumprimentos,
O Director de Serviços de Trânsito

Acho que isto esclareçe as vossas duvidas e também ponho aqui o link de um desenho que foi publicado num jornal.

http://forum.autohoje.com/showthread.php?t=7840&page=2

Mamã Martinho disse...

Isto nunca me aconteceu, mas só demostra que a maioria dos casos que ouvimos de pessoas em contramão são não devido á má sinalização mas a pessoas como estas. Eu só tenho medo é de me cruzar com elas na estrada.

Bjs

Mónica

Luazzinha disse...

se juntarmos estradas mal contruidas, sinalizadas e esburadas com condutores que andam com a cabeça no ar temos sem duvida um problema enorme que só é remendado com morre alguem...
infelismente!
bjs e fico contente de ter sido so um susto

Entre linhas... disse...

Existe cada vez menos cismo nas estradas portuguesas,é necesário sempre uma atenção redobrada e por vezes é muito pouco.
Bjs Zita

Lau disse...

Oh como te compreendo, alem de as estradas cada vez mal feitas ha cada aselha na estrada. Ainda ontem me acaonteceu uma situação horrivel, que podia ter provocado um grande acidente. Um velho na Vci que se devia sentir incomodado pq na faixa de ultrapassagem eu ia atras dele ( ele ia a velocidade lenta e sem ninguem na faixa do meio e resolveu travar a fundo sem razão nenhuma, alem das asneiras que el ja vinha a fazer antes.
Jokitas angelicais

Osc@r Luiz disse...

Querida, discordar o que me faz crescer. A unanimidade não ajuda a evoluir. Eu mesmo postei o carro sem opinar sobre ele.
Aliás, precisa ser mais específica quanto aos bichos que quer saber de mim. São muitas espécies com comportamentos e ciclos de vida muito diferentes. Me diga mais especificamente o que quer saber e de qual espécie e vou ver o que posso encontrar, com o maoior prazer.
Minha esposa adorou suas receitas.
Beijos!

ChFer disse...

Turbolenta Vs Turbo! E que grande Turbo... Logo um Ferrari!
O fenómeno de contra-mão está na ordem do dia. Já experienciei, pessoalmente, essa manobra, quase colidindo contra o meu carro. Todavia, sou de opinião que as pessoas não entram em contra-mão por vontade própria, mas devido a sinalização pouco clara, sem a antecipação que se impõe. Por vezes, as decisões dos condutores são tomadas sobre o acontecimento, num misto de dúvida e hesitação, facto que pode trazer riscos graves para terceiros e para o próprio. A cada passo se vê a situação, quer com idosos, quer com jovens.
Por exemplo, em Espanha a sinalização é muito mais visível e antecipada aos locais. À hora de efectuar a manobra, estamos perfeitamente conscientes do que vamos realizar.
Compreendo a justa indignação da Turbolenta, mas o "velhote, de óculos e com o nariz colado ao vidro da frente do seu Ferrari vermelho" talvez tenha também uma atenuante no contexto de SETE entradas para a Rotunda OVAL!
Afinal, já dizia Ortega y Gasset, "O homem é ele e a sua circunstância".
Um grande abraço para a Turbolenta e muita atenção mesmo às OVAIS!

Ana Bastos disse...

Olá!
Civismo nas estradas portuguesas, nã...
Pessoas a cumprirem o minimo? poucas...
Contruções disparatadas de rotundas e de estradas, muitas!!!
iMAGINO O SUSTO!!!
BJINHUS

peace_love disse...

Eu vejo coisas na estrada, em termos de construções e sinalização, que fico a pensar quem são os idiotas que fazem este tipo de coisas..

Anónimo disse...

temos artista
até croquis há

Anónimo disse...

quem é a vivi?

Rafeiro Perfumado disse...

Realmente é assustador. Eu acho que nesses casos, para além de ser aplicada uma multa e tirada a carta, deveria obrigar-se o dono do carro a parti-lo todo com uma enxada. É que se não for assim, eles vão continuar a conduzir na mesma, todos os dias há casos assim! E então, quantos cabelos brancos à conta disto? ;)

Arion disse...

A condução defensiva é, sem dúvida, a única forma viável de se andar nas estradas deste país... Abraço!

ximiusa disse...

k cena!! essa da inversao numa rotunda ta perigosa!!
bolas! ja fui abalroada p um velhote e o mais engraçado é k ele nem s apercebeu!

Bolota disse...

Bom, todos os dias vemos muita coisa, mas como esta, juro-te... nunca vi! Imagino o susto que deves ter apanhado, irra!!!

Há pessoas que (já) não deviam conduzir...

Bjos :o)

M em dieta ! disse...

Olá menina como vais? Olha de rotundas só mesmo atropelada na passadeira ehehe. Mas é sempre uma situação chata... *

dharma disse...

Um amigo é um pedaço de nós, lá isso é...
Quanto ao artista do encontro imediato de 3º grau na rotunda é assustador ver certas pessoas na estrada, sejam com mais ou menos idade. Ainda esta sexta-feira em Monsanto, à noite, os meninos dos carros quitados nos pregaram um susto dos valentes com ultrapassagens suicidas a pôr em risco toda a gente.
Beijinhos.

dharma disse...

Ah, e dia 15 vais "borrar" a tela gigante? Quero ver se lá passo. O tema é a água. Vamos ver se arranjo tempo para lá ir.

Gioconda disse...

Olha tu acreditas que a semana passada não sei o que se passou que toda a gente que eu via ia contra mão?????? Que coisa incrivel nunca me tinha acontecido.....

Brincadeirinha armada em engraçadinha, a semana passada eu estava em Londres, eheheheh (não tive graça pois não) ?????

Quanto a eu ir largar a blogosfera... enfim... largar mesmo naõ irei mas que ando com pouco tempo e pouca paciencia para blogar é um facto, para ja vou dedicar-me apenas as visitas, depois logo se vê.