terça-feira, Janeiro 20, 2009

CALDO VERDE ? faz-se assim.....



Hoje lá arranjei um bocadinho de tempo livre:

Para sair de casa justamente no momento certo em que começava a cair granizo…

Para ir às compras e assim poder usufruir do desconto dos 10% em compras Continente

Experimentar uma nova receita (de peixe) e ouvir as várias opiniões sobre a mesma…

E ainda….

Atenção!

Ficar a saber como se faz um verdadeiro caldo verde! (lol lol lol )

E porquê?

Claro que, com esta idade, até hoje eu não sabia como se fazia esta sopa 100% portuguesa.

Eu explico:

Disse: hoje a sopa é caldo verde.

Velhota: Olha que o caldo verde só pode ser feito com aquelas couves….sabes quais são?

- Sei! Vou apanhá-las ao quintal.

- E olha que têm de ficar muito fininhas….queres que as corte?

- Não, eu corto!

- E depois têm de ser mais cortadas…..assim….ao contrário, para não ficarem fios muitos grandes….

- Eu sei!

- E olha….têm de ser escaldadas para ficarem bem verdinhas, senão parecem comida para porcos|

- Eu sei !

- E não te esqueças: tem de levar mais azeite!

Eu sei !

-E olha lá….tens umas rodelinhas de chouriço? Eu não quero, mas o teu pai gosta!

NÃO!

Chega!

Não há paciência que resista a estes novos “ensaios sobre a nova sopa cá de casa”

E isto é só uma amostra do reportório do meu dia a dia.

Lá vou respondendo a tudo que Sim!

Quando a conversa não agrada uso o esquema de fingir que não ouço, dou meia volta, conto até 10 e saio dali até que se esqueça da teoria a impingir.

Ó Deus! Ajudai-me a ter mais paciência. Parece que ela vai começando a faltar!

E cá em casa só se pode ver a RTP. (só quando ela se deita temos acesso aos outros canais ou então fazer da cozinha a nossa outra sala de tv)

Olha…..como está o tempo?

Está a chover!

Há bocado molhei-me toda para trazer os sacos do supermercado.

Velhota: ai filha, já não te posso ajudar.

E eu cá para os meus botões:

Se estivesse mais calada e mandasse menos, ajudava-me imenso!

Adeus, até ao meu próximo momento livre!

Até aqui contei “histórias da minha infância”.

Parece que agora vai sair a série: “histórias da minha velhice”.


8 comentários:

jorge_m. disse...

Olá,
caldo verde é bom lol...
coitada de ti, vai tendo calma, apesar de parecer impossivel, mas pronto, pensa que ela se deve sentir entediada de estar o dia todo em casa, tens de lhe comprar umas revistinhas, ou algo para fazer, tipo trabalhos manuais...
força,
bjs

Gata Verde disse...

Não deve ser fácil. Compreendo a tua falta de paciência, mas vai contando até 10 ou 100...sempre ajuda!!

bejocas

Ana Bastos disse...

chiça... esse caldo verde deu trabalho!!!
ehhhh~compreendo a "não paciencia"!!! e como entendo

bjinhux

Anónimo disse...

Realmente é nestes momentos que temos pena de não se vender ainda paciencia (uma vez que ja se vende de quase tudo)...mas de certeza que estaria sempre esgotada...

Não é facil lidar com os mais velhotes, só quem passa é que sabe, e mesmo assim, nunca é igual...

Só nos resta dar palavras de carinho,e desejar que possa vir visitarnos mais vezes pois ler os n/ comentarios sempre ajudam a esquecer por breves instantes....o problema

Força....

Beijinhos alda

Naninha disse...

Eu amo essa sopa, mas não sabia ed sua origem.
É bao demais esse caldinho né?!
Beijos

Gio disse...

Por este post deduzo que a velhota afinal é a mãe. É preciso é paciencia minha linda... a minha mãe apesar de ser uma mulher muito doente dos ossos é extremamente saudavel no que respeita a tudo o resto. Também me espera cá uma penitência, eheheheheh

Gio disse...

Ahhhhhh e sabes que estive no Continente na vespera de acabar o talão dos 10%, fiz 170 euros de compras e so me lembrei do talão no dia a seguir ???????

Anagarras disse...

Do meu lado é mais ouvir a mesma história 20 vezes, até que começo a contar a história em simultâneo e ela diz-me: ai filha! Já te contei? e eu: sim mãe, uma série de vezes, Mãe: ai, já estou a ficar velha. E eu: Filhota, quando a mãe chegar a este estado manda-me para um lar, está bem?

Calha a todos, mas melhor isso do que não a ter.

jinhux