segunda-feira, março 24, 2008



Acabou a época Pascal.

Nada de importante a merecer referência.

Não sei se fui eu que não fugi ao cabrito ou se foi ele que me não fugiu a mim. O certo é que não me escapou. E, diga-se a verdade, estava mesmo muito bom!

E já agora, (para completar o rol das desgraças) : também me não escaparam o Folar de carnes Transmontano (Se o não comeram também, a culpa foi vossa, pois já dei a receita), e…não resisti a umas boas farófias em cama de bolachas com caramelo…. (mas é melhor estar calada e deixar esta para a próxima!).

Não será novidade que estava um frio de rachar.

Souberam bem as noites à volta da lareira, no aconchego do lar, com um grande rol de conversas à mistura.

A chuva também apareceu por vezes.

E, como a máquina é minha fiel companheira, permitiu-me tirar algumas fotos diferentes daquelas a que estão habituadas.

Fotos com "cheirinho e sabor a campo".



(tangerineira)



Pingos....
Restos de chuva recente.

Nem as couves escaparam aos "meus olhares campesinos"


Mas...tal como na vida...
Tudo nasce......cresce e morre.
E esta, pobrezinha, já tem os dias contados!

Boa semana


1 comentário:

Framboesa disse...

...escapei ao cabrito...escapei ao folar transmontano (directamente de valpaços...q a minha avozinha de 90 anos era a padeira da aldeia e ainda sabe os truques todos...v~e lá do q escapei...)...mas atacaram-me as amendoas de chocolate e licor...ora ora ora! e agora só de ler as tua sfarófias, ja me tava aqui a crescer uma agua na boca...aiii...

bjs c cheirinho a campo e c água na boca pelas farófias!