domingo, junho 19, 2011

NOVIDADES

Nada de muito diferente a acrescentar ao que escrevi na postagem anterior.
Não há melhoras efectivas.
Uns dias está muito bem, fala mais alto e conversa mais atinada, mas outros há em que apenas balbucia algo que ninguém consegue perceber.
Contudo, nestes últimos dias tem vindo a falar cada vez mais baixinho e quase nada.
Passa o dia a dormitar e quase não reage as estímulos.
Desde que é alimentada pela sonda não há desculpa para estar fraca e mais magrinha por se alimentar muito pouco, nem por estar desidratada porque não quer beber água.
Por isso: seja quem for que lha vá dar a refeição ela vai ter de a absorver toda .
Mas um destes dias lá conseguiu levar a mão mais acima e puxou o tubo.
Por isso agora ataram-lhe a mão à cama.
Nunca falou disso. É como se este facto lhe fosse alheio.
Agora o que ela quer com frequência é que o meu pai lhe traga e calce os sapatos porque se quer ir embora para lhe fazer o jantar.
E os dias passam iguais.
Sabemos como foi hoje mas não sabemos como será o amanhã.
Um dia de cada vez com a certeza que nunca mais volta a ser como antigamente.

2 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

E isso é que dói verdadeiramente, sabermos que o caminho não tem volta, infelizmente.

Um beijo e coragem!

mamamartinho disse...

Não sei o que te dizer, apenas que aproveites ao máximo estes dias com ela.

Bjs

Mónica